sexta-feira, 15 de abril de 2016

Projeto leva poesia aos jardins do Passeio Público

Passeio Público e Palácio da Aclamação(Foto: Jefferson Vieira/Divulgação)


Quem for ao Passeio Público, jardim localizado ao lado do Palácio da Aclamação, no centro da cidade, vai ter uma grata surpresa a partir de terça-feira, 19: encontrará as diversas árvores do local enfeitadas com poesia. Trata-se do Projeto "Pé de Poesia", cuja proposta é levar a arte poética aos espaços públicos de Salvador.

Aí você pergunta: mas como? Bom, de acordo com a Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Dimus/Ipac), responsável pela administração do parque, um total de 600 poesias foram impressas em material especial (placas de PS), das quais 500 são de autoria de poetas contemporâneos e 100 homenageiam os dois maiores expoentes líricos da Bahia: Gregório de Mattos e Castro Alves.

Entrada do jardim e varanda lateral do Palácio (Foto: Divulgação)


Saiba mais sobre o jardim. O Passeio Público é um espaço nobre da capital baiana, e um de seus atrativos é a vista para a Baía de Todos os Santos. Outro atrativo é a quantidade de espécies da flora em um ambiente bucólico. E em terceiro lugar, é considerado um museu a céu aberto pela sua importância arquitetônico-paisagística e urbanística, e os diversos elementos artísticos espalhados pelo local, como belas estátuas.

Além disso, ele fica atrás de um dos mais belos palácios da cidade, o Aclamação, antiga residência dos governadores da Bahia e que já foi o único museu-residência da cidade, hoje fechado ao púbico.

Coordenado pelo escritor e músico Fabio Shiva, as placas-poemas ficam à disposição do público até meados do mês de maio. “Pé de Poesia” é um projeto selecionado pelo Edital Arte Todo Dia – Ano II, da Fundação Gregório de Mattos (Prefeitura de Salvador), com apoio de Athelier PHNX, Servdonto, Artgraphic, Editora Cogito e Britto Serigrafia. A Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (DIMUS/IPAC) é uma unidade vinculada a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

Pé de Poesia


Serviço
O quê: Projeto “Pé de Poesia” no Passeio Público
Quando: de 19/04 a 16/05, aberto às 10h
Onde: Paseio Público (Avenida Sete de Setembro, ao lado do palácio da Aclamação - Campo Grande
Quanto: Entrada gratuita

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Prevista reabertura do Palace Hotel para o segundo semestre

Maquete de como é a nova cobertura do Fera Palace Hotel (Divulgação)

Acabei de ler no site "Forbes Brasil": Salvador vai ter de volta um dos ícones dos anos áureos da hospedagem no Centro Histórico. Desativado e abandonado por mais de uma década, o Palace Hotel, localizado na Rua Chile, bem próximo à Praça Municipal, em breve reabrirá suas portas. O novo proprietário - o empresário mineiro Antonio Mazzafera, da Fera Investimentos - investiu R$ 50 milhões em uma reforma geral na estrutura histórica do hotel, que já foi um dos mais glamourosos da cidade.

Hotel Palace nos anos áureos da Rua Chile no início do Século XX

Entre outras coisas, o hotel ganhou uma piscina de borda infinita na cobertura, com vista para a Baía de Todos os Santos. O salão do antigo cassino foi transformado em salão de eventos. E o espaço antes ocupado pela antiga loja de roupas masculinas, O Adamastor, manterá o nome, mas será transformado em restaurante. Adamastor era pai do cineasta Glauber Rocha. A reinauguração está prevista para o segundo semestre de 2016. O arquiteto dinamarquês Adam Kurdahl assina o design interno do novo Palace. Quer saber mais? Então clique e veja mais fotos no Forbes Brasil.

terça-feira, 12 de abril de 2016

Por falar em Pelô...a região agora agora tem novo guia completo


O guia "Pelourinho Dia e Noite" já está a disposição do turista no Mercado Modelo (Comércio) e Elevador Lacerda, em sua versão impressa, e também na versão online (clique aqui). Elaborado pela Empresa Salvador Turismo (Saltur) com o apoio da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih) e Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), o exemplar traz endereços e telefones de famosos bares e restaurantes. Contém ainda informações sobre horário de abertura e fechamento dos museus, dias de funcionamento das lojas e ateliês, onde e quando acontecem as missas nas famosas igrejas, telefones dos teatros e centro culturais demais informações necessárias para a realização do passeio completo na região. (Fonte: Agecom)

segunda-feira, 11 de abril de 2016

Site da Ásia inclui restaurante do Pelô entre melhores do mundo

No Senac o visitante pode ver resquícios de uma das portas de Salvador

O principal portal de informações turísticas voltado para o público asiático acaba de incluir um restaurante do Centro Histórico de Salvador entre os melhores do mundo. O agraciado foi o Restaurante Escola Senac Pelourinho, agraciado com o "Top Choice 2016", do Lianorg.com.

Agora o restaurante soteropolitano terá um selo, além de uma página individual no portal. As indicações são feitas pelo júri do site e pelos próprios visitantes da China, Japão e outros países da Ásia. O ranking de excelência para o turista asiático é dividido em quatro categorias: hotéis, atrações turísticas, restaurantes e lojas.

O Senac tem tradição de culinária típica baiana. está localizado no Largo do Pelourinho, no coração do Centro Histórico de Salvador. No complexo, há uma escola de culinária e o Museu da Gastronomia Baiana, único na América Latina dedicado ao tema. O restaurante serve, na hora do almoço, um buffet de 40 iguarias típicas. (Com informações e foto do Senac)

terça-feira, 29 de março de 2016

Feliz aniversário Salvador!


A cidade de Salvador, fundada em 29 de março de 1549 pelo primeiro governador-geral do Brasil, Tomé de Souza, completa nesta terça-feira, 29, 467 anos. Quando aqui chegou com sua esquadra, no Porto da Barra, onde há o marco da fundação, o capitão trazia na bagagem os regimentos de criação da nova cidade-fortaleza (datados de 1548) que seria a capital da colônia. Muito se discute sobre qual a cidade mais antiga do Brasil, mas levando em conta este fato histórico, podemos dizer que a capital baiana detém o título. Aproveite a volta de helicóptero e admire as belezas turísticas da bela Salvador do alto. E dê uma olhada também em um dos nossos posts mais lidos: Salvador é a cidade mais antiga do Brasil.

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

"Guia do Ócio" revela curiosidades que todo turista quer saber


Voltamos! E temos em mãos o "Guia do Ócio 2016". A publicação é um daqueles livros que todo turista que visita Salvador precisa ter em mãos. É levinho, com suas 120 páginas e pequenos detalhes que vão enriquecer o passeio, mas que às vezes passam despercebidos pela maioria dos moradores e visitantes da cidade. Com certeza, perguntas como "qual o restaurante mais antigo de Salvador? Onde é possível comer uma moqueca de camarão farta e barata na cidade? Existe no mercado soteropolitano uma livraria especializada em quadrinhos?" serão respondidas a contento.

A publicação - de periodicidade anual - tem a coordenação editorial do jornalista José Antônio Moreno e a participação de diversos jornalistas e colaboradores. Esta equipe, de forma resumida, revela o que há de mais interessante na cidade. A começar que a edição 2016 comemora o título de Salvador como a "Cidade da Música", concedido pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).

"A capital baiana acumulou um patrimônio arquitetônico invejável, com igrejas cobertas de ouro, solares revestidos por azulejos artesanais, prédios adornados com entalhes e pinturas de artistas renomados museus com relíquias sacras e objetos históricos de grande valor. Mas isso é só uma faceta da cidade (...) A musicalidade mora em todos os bairros, sobretudo os de periferia", destaca o editor Antônio Moreno na apresentação da edição 2016.

Mas vamos ao que você pode encontrar na obra. O guia, que cabe em toda mochila ou bolsa de passeio, está dividido em 10 seções - Atrações Curiosas, Arte & Entretenimento, Literatura, Exposições, Patrimônio, Cultura Afro, Feiras & Mercados, Festas & Tradições, Passeios & Viagens, Bares & Restaurantes. Dá ênfase aos roteiros turísticos mais e menos convencionais de Salvador, destacando desde restaurantes populares a eventos de bairros e outras atrações originais e curiosas. Em cada um, além dos endereços e telefones, o leitor encontra resumos sobre as atrações e destaques.

Por exemplo, onde comprar discos antigos de vinil ou CD's e revistas em Salvador? Na loja Os Mutantes, "criada para garantir a paixão aos saudosistas que tem o vinil como principal referência musical". Fica no centro da cidade. Outra curiosidade que o Guia do Ócio desvenda: o maior acarajé do mundo, de quase um quilo, servido a partir da meia noite pela baiana Binha no bairro da Liberdade.

No roteiro de um dia, o que não deixar de ver


Mas o que nós gostamos mesmo foi ver, logo na página 11, a nossa especialidade: "o que fazer em um dia". Ele informa: "mesmo diante de seus inúmero atrativos, é possível planejar uma visita para um dia apenas", ensina, seguindo-se um resumo bem interessante que vamos mostrar em fotos no post a seguir a este.

Outro tópico bem bacana, na página 99, é o de "Atividades ao Ar Livre". Por exemplo, em Salvador você encontra pedalada nas ciclovias instaladas em bairros turísticos e populares (a R$ 10), mergulho, futebol nas praias a qualquer hora (nosso famoso "baba", que os turistas chamam de "pelada"), surfe e kitesurf, aulas gratuitas de tai Chi Chuan nos parques e aulas de educação física na  orla (Jardim de Alah), parques (Dique), praças e ruas de bairros (Caminho das Árvores).

Serviço
O quê: Guia do Ócio 2016
Quem assina: Companhia de Comunicação e Fábrica das Letras (editora). Coordenação editorial: José Antônio Moreno. design gráfico: Santo Design. Arte da capa: Maurício Guerra 
Quanto: R$19,70
Onde comprar: Livrarias Saraiva (Shoppings da Bahia, Salvador e Paralela); Livraria Cultura; Livraria LDM, Livraria Aeroporto Luis Eduardo Magalhães; RV Cultura e Arte; Grão de Arroz (Corredor da Vitória); Livraria da Estação Rodoviária; Midialouca.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Centro histórico de Salvador é uma festa à noite

Largo do Cruzeiro de São Francisco (Silvianasci/salvadoremumdia)
Ø  Exposição “Galeria a Céu Aberto”
Quando: Até 31 de janeiro
O que: Visitação aberta à exposição de obras de Leonel Mattos fotografadas por Saulo Kainuma
Onde: Largo Terreiro de Jesus
 
Ø  Poesia no Pelô
Quando: 07 de janeiro - 19h 
O que: Clicheria
Onde: Ruas, bares e restaurantes do Pelourinho
 
Ø  Música nas Esquinas
Quando: Sexta-feira, 08/01, das 18h às 19h
O que: Ambiente Brasileiro
Onde: Terreiro de Jesus
 
Quando: Sábado, 09/01, das 19h às 20h30
O que: Bloco De Hoje a Oito
Onde: Ruas do Pelourinho
 
Quando: Domingo, 10/01, das 18h às 19h
O que: Hora do Choro
Onde: Cruz do Pascoal
 
Ø  Concerto nas Igrejas
Quando: Domingo, 10/01, das 11h às 12h
O que: Grupo Transcendental
Onde: Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos
 
Ø  Programação Infantil
Quando: 10/01 – 16h
O que: O Circo de Rua
Onde: Cruzeiro de São Francisco
 
Ø  Personagens Vivos
Quando:
·         Dezembro: Dia 29, às 15:30h.
·         Janeiro: Dia 5, às 10h; 

*programação sujeita a alteração
 
Roteiro do cortejo: Praça Municipal, Cruz Caída, Praça da Sé, Terreiro de Jesus, Cruzeiro de São Francisco, Fundação casa de Jorge Amado.

domingo, 3 de janeiro de 2016

Resumindo os dois primeiros posts de 2016: Ribeira ou Cubana?

www.salvadoremumdia.blogspot.com
Porção de uma bola do sorvete de amendoim da Ribeira

Qual o seu sorvete preferido? Leia e escolha: este ou este?


www.salvadoremumdia.blogspot.com
Cubanito: Bolinho da Cubana com uma bola de sorvete de creme

sábado, 2 de janeiro de 2016

O Lacerda, sua vista e os sorvetes da Cubana...

http://salvadoremumdia.blogspot.com.br/2016/01/o-lacerda-sua-vista-e-os-sorvetes-da.html
O ascensor liga as praças Cairu e Municipal (Fotos: Silvianasci/salvadoremumdia)

Ah, o Elevador Lacerda!!! Quem não reconhece em sua imagem a Cidade do Salvador? Não? Pois devia: ele é o símbolo da capital baiana, sua marca registrada para o mundo. Pois o Lacerda tem algo mais do que suas amplas janelas panorâmicas, de onde se descortina a baía, o bairro do Comércio, a marina, o Forte de São Marcelo, mais adiante Itaparica e lá longe ela, a Igreja do Bonfim.

http://salvadoremumdia.blogspot.com.br/2016/01/o-lacerda-sua-vista-e-os-sorvetes-da.html
As janelas panorâmicas, o Comércio, o Mercado Modelo e o Forte do Mar


Pois então, após subir (ou antes de descer), espie logo na entrada (ou na saída) a tradicional Sorveteria Cubana! Adivinhou: continuamos passeando pelos tradicionais gelados de Salvador. Pare aí e prove um: tá calor, você vai gostar. Esqueça o preço: está de férias (ou, quando nada, passeando por sua cidade).

Prato principal: Bolinho da Cubana com sorvete (reprodução Facebook)

Relembrando... Salvador, cidade quente (pense em um lugar quente? Dobre a intensidade: esta é Salvador) tem uma boa relação com os sorvetes. Temos duas famosas e tradicionais sorveterias - a Cubana e a da Ribeira, uma fábrica tradicional e popular (precinho, gente) - a Picolés Capelinha, além dos populares geladinho e a abafabanca , uma espécie de "avó" dos geladinhos, que no sul são conhecidos como sacolés.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Verão pede sorvete e em Salvador sorvete tem tradição

www.salvadoremumdia.blogspot.com
Uma bola de sorvete da Ribeira bem servida 
(Por Silvia Nascimento, jornalista e blogueira de turismo)

Começamos 2016 em Salvador, na Bahia, com um sol de "rachar". Agora à noite, quanto escrevo este post, a temperatura beira os 27° C e a previsão para os próximos dias, de acordo com o Climatempo, prevê oscilações entre os 29° e os 33° C. Então, nada melhor do que abrir as postagens do ano novo com ele, o sorvete. E em Salvador, sorvete tem tradição: Ribeira, Cubana, Capelinha e a histórica (nunca mais vi ninguém vender) abafabanca. Vou explicar cada um.

 www.salvadoremumdia.blogspot.com
Tudo ali em azul é da sorveteria: agora, além da loja principal, há mais dois salões


Fundada em 1931 pelo comerciante Mario Tosto, começou como uma pizzaria, cujo diferencial era o de servir, como cortesia aos clientes, sorvetes feitos ao modo italiano com frutas tradicionais da Bahia, garimpadas por Tosto nas feiras da cidade. Mistura tão boa que acabou fazendo do sorvete artesanal o carro chefe do negócio e cuja receita é mantida na Casa até os dias atuais, embora a sorveteria já esteja no terceiro dono.

www.salvadoremumdia.blogspot.com
Interior da sorveteria que agora tem três confortáveis salões
A partir de 2008, com o terceiro proprietário, passou por reforma e ampliação, mas calma, o sorvete continua com o mesmo sabor e sua receita caseira. São três salões e um espaço com mesinhas do lado de fora, com vista para a enseada da Ribeira, com seus barcos ancorados, um verdadeiro cartão postal.

www.salvadoremumdia.blogspot.com
A vista da enseada com seus barcos é o brinde na hora de tomar o sorvete

Ou você toma o sorvete ali mesmo ou segue em direção à Ponta de Humaitá, que é pertinho (vá de carro) para apreciar a bela vista da Baía de Todos os Santos e o perfil de Salvador ao longe. Depois, é só subir para o Bonfim (vá de carro) e ver a mais famosa igreja da Bahia.

www.salvadoremumdia.blogspot.com
Igreja de Nossa Senhora do Monte Serrat e o Farol de 1926


www.salvadoremumdia.blogspot.com
Farol de Humaitá: pegue o seu sorvete e vá pra lá curtir um pôr do sol...
www.salvadoremumdia.blogspot.com
...e  a ista de Salvador a partir da Ponta de Humaitá ou, então...
www.salvadoremumdia.blogspot.com
... termine o passeio na Igreja do Bonfim
Recomendo: o sorvete de coco, sabor bem típico da Sorveteria da Ribeira e que vai deixar saudade da Bahia em seu paladar. O da foto que abre o post (volte lá pra cima) é o de amendoim: também delicioso. São mais de 60 sabores, garante a Casa. O preço da bola é R$ 7 bem servidos, e você escolhe se quer no copinho ou na casquinha.

Funcionamento: todos os dias, das 9 às 22h
Onde fica: Praça general Osório, 87, Ribeira, Cidade Baixa, Salvador-BA
Como chegar: clique aqui e saiba os melhores caminhos até lá

Amanhã eu conto mais sobre os demais sorvetes tradicionais de Salvador.